Winner Jiu Jitsu

Behring Jiu-Jitsu

                                                               O JIU-JITSU E A FAMÍLIA BEHRING

     A Família Behring é o reflexo da própria história do JIU-JITSU, quando FLAVIO BEHRING nos idos de 1947 inicia seu aprendizado da "arte suave" nas mãos prodigiosas de Hélio Gracie, fazendo do JIU-JITSU o seu esporte. Nesses 62 anos buscou nos ensinamentos técnicos da Família Gracie, a estrutura indispensável para se tornar um bom praticante, um competidor do nível da tradição do JIU-JITSU, e um professor preparado para instruir, orientar e educar gerações de praticantes e lutadores. O ponto alto do seu trabalho foi a formação dos filhos Sylvio e Marcelo, Professores, Campeões e Especialistas na arte de ensinar e de competir.

     Jovem franzino, marcado pelas crises de asma, mantinha distância de qualquer prática esportiva, pois a simples movimentação resultava em "falta de ar", é levado por seu Pai à Academia de Hélio Gracie na esperança de vê-lo encaminhado à pratica de uma atividade física que ao mesmo tempo pudesse servir como base para o desenvolvimento de seu equilíbrio emocional. Assim há 62 anos Flavio vestia seu primeiro kimono e tentava, mesmo antes de vencer algum adversário de carne e osso como ele, lutar contra as crises de asma de que era acometido frequentemente.

     Lição válida pois aos 14 anos era levado pelo patriarca da Família Gracie, Carlos Gracie, aos jornais do Rio de Janeiro, para responder ao desafio de um lutador japonês de nome Shimura, ao Grande Mestre Hélio Gracie, para uma luta de JIU-JITSU em qualquer local e hora. Valeu uma aposta (dos Gracies) no valor de Cr$ 5.000,00 (em 1951), como o jovem FLAVIO BEHRING o derrotaria. O tal Shimura nunca apareceu para conferir.

     De jovem aluno dedicado, transforma-se em Monitor da Academia Gracie, dando assistência ao Professor João Alberto Brarreto, um dos maiores expoentes do JIU-JITSU de todos os tempos, vindo dois anos mais tarde a assumir a função de Professor de alunos de João Alberto, que se ausentara por vários meses, na recuperação de uma delicada cirurgia de meniscos e ligamentos.

     Já adulto e dedicado à sua atividade de profissional de Marketing, Flavio mantinha seu trabalho como Professor de JIU-JITSU, a essa altura na Academia do Grande Mestre João Alberto Barreto, onde iniciou seus filhos no JIU-JITSU, desde a idade de 3 anos.

     Com João Alberto (num trabalho pioneiro) viaja , em 1963, aos Estados Unidos, realizando uma série de demonstrações das técnicas do JIU-JITSU, ao FBI, à Academia Naval de Anápolis, em Universidades e Clubes, aceitando qualquer tipo de confronto com qualquer atleta de qualquer modalidade, que desejasse testar a eficiência do JIU-JITSU. As platéias atônitas constataram a eficiência e a supremacia do JIU-JITSU sobre os demais lutadores das outras modalidade.

     Durante os anos que se sucederam (início em 1964) FLAVIO BEHRING se empenha em "abrir" os horizontes do JIU-JITSU através de um amplo relacionamento com o Judô, chegando a competir naquela modalidade, num capeonato no Rio de Janeiro, para espanto tanto dos adéptos do JIU-JITSU quanto do Judô.

     Alguns anos mais tarde dois novos valores começam a despontar para o JIU-JITSU, lastreados por uma formação de base técnica e conhecimentos profundos em todos os segmentos dessa arte. Sylvio e Marcelo Behring já aos 14 anos começavam um treinamento específico, sob a orientação do Pai, objetivando fazer deles tão bons lutadores quanto professores.

     BEHRING JIU-JITSU, uma instituição voltada para a educação, o preparo e a formação do carater de seus alunos é o resultado de um trabalho e da dedicação do Mestre FLAVIO BEHRING e dos seus filhos, no estudo contínuo do aperfeiçoamento e atualização das técnicas do JIU-JITSU, e do comportamento resultante da prática dessa arte. 

                                             MESTRE FLAVIO BEHRING (FAIXA VERMELHA 9º GRAU)

1947 - iniciou na prática do JIU-JITSU aos 10 anos, com o Grande Mestre HELIO GRACIE;
1949 - interrompe por problemas de saúde (asma);
1951 – reinicia aos 13 anos na Academia Gracie no Rio de Janeiro;
1952 - através de jornais do Rio de Janeiro o Grande Mestre Carlos Gracie, responde a lutador japonês que desafiara Helio Gracie, para um confronto com jovem de 14 anos (Flavio Behring), apostando soma em dinheiro na vitória de seu pupilo;
1955 - estudando na South Western Louisiana Institute (Lafayette, Louisiana, USA) ministra aulas do Jiu-Jitsu brasileiro para colegas, americanos, esportistas (footbal, basketbal, wrestling e outros);
1955 - início da carreira como monitor na Academia Gracie, sob a orientação e supervisão do Grande Mestre João Alberto Barreto;
1956 - substitui o Professor João Alberto Barreto (hoje Grande Mestre 9o Grau), afastado por motivo de saúde;
De 51 a 58 pela Academia Gracie, participa de inúmeros torneios e desafios;
1959 - passa a dar aulas na Associação Cristã de Moços no Rio de Janeiro;
1962 - transfere-se para a Academia do Grande Mestre João Alberto Barreto;
1963 - realiza, juntamente com o Grande Mestre João Alberto Barreto, uma tourneé de JIU-JITSU pelos Estados Unidos, para divulgação da arte naquele país, num trabalho pioneiro;
1964 - disputa um campeonato de Judô no Rio de Janeiro (primeiro praticante de JIU-JITSU que disputa um campeonato oficial da Federação Carioca de Judô);
1978 - monta a 1a academia de JIU-JITSU da Barra da Tijuca, no Condomínio de Nova Ipanema no Rio (início da preparação dos filhos como professores);
1987 - transfere-se para São Paulo;
1988 - realiza duas clínicas de JIU-JITSU para o mercado paulista;
1988 – inicia o Behing Jiu-Jitsu na companhia do seu filho Marcelo Behring;
1988 - convidado pela Federação Paulista de Judô, através do Sensei Shigueto Yamasaki, realiza em cidades do interior do Estado cursos de Jiu-Jitsu para judocas;
1991 - graduado Mestre Faixa Vermelha e Preta, 7o Grau;
1995 - eleito Diretor Técnico da Federação Paulista de Jiu-Jitsu;
1996 - graduado pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Mestre Faixa Vermelha e Preta 8o Grau;
1996 - realiza acordo inédito com a Runner colocando o Behring Jiu-Jitsu na unidade JK (Itaim);
1996 - inicia o projeto de expansão do Behring Jiu-Jitsu em cidades no Interior de São Paulo – hoje são 12 cidades com cerca de 500 alunos, predominantemente crianças e adolescentes;
1999 - Realiza Clinica de Defesa Pessoal Feminina (inédito) para 150 mulheres na Runner Club;
A partir de 2000 realiza regularmente seminários abertos (para praticantes de Jiu-Jitsu e outras artes marciais) e cursos de formação de Professores por toda a Europa, Estados Unidos, Porto Rico, Israel, e Tahiti;
2001 – Estabelece representação na França;
2002 - Estabelece representação nos Estados Unidos, Bélgica e Porto Rico;
2004 - Estabelece representação na Alemanha;
2005 - Estabelece representação em Israel;
2006 – graduado pela Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Grande-Mestre Faixa Vermelha 9o Grau. Diploma assinado pelo GM João Alberto Barreto;
2008 – Estabelece representação no Tahiti;

Academias Associadas
Brasil 18
Alemanha 3
Amsterdan 1
Aruba 1
Bélgica 7
Estados Unidos 7
França 16
Israel 5
Polinésia Francesa 5
Porto Rico 4